© 2018 por ALEX PFEIFFER

COMPOSIÇÕES & ARRANJOS

"Último Voo" é a primeira faixa do single de mesmo título.  É uma homenagem ao mestre Tom Jobim e ao Rio de Janeiro.

Formação: Alex Pfeiffer (voz e violão), Salomão Soares (piano), Maiara Moraes (flauta), Pedro Henning (bateria e percussão), Eduardo Brasil (Contrabaixo), Ricardo Takahashi (Violino I) Pedro Dellarole (Violino II), Everton Rodrigues (Viola), Gustavo Lessa (Violoncelo)

Gravação: Estúdio Arsis (2019)

"Luz do mundo" faz parte do single "Último voo".  

Formação: Alex Pfeiffer (voz, arranjo e composição), Salomão Soares (piano), Maiara Moraes (flauta), Pedro Henning (bateria), Eduardo Brasil (Contrabaixo), Ricardo Takahashi (Violino I) Pedro Dellarole (Violino II), Everton Rodrigues (Viola), Gustavo Lessa (Violoncelo)

Gravação: Estúdio Arsis (2019)

"Filho de Iemanjá" é a segunda faixa do single "Último Voo" .

Formação: Alex Pfeiffer (voz, composição e violão), Salomão Soares (piano), Maiara Moraes (flauta), Pedro Henning (bateria e percussão) e Eduardo Brasil (Contrabaixo).

Gravação: Estúdio Arsis (2019)

"Mamanguá" foi inspirada pelo som do ar, das ondas e pela beleza de Mamanguá", local paradisíaco localizado perto de Paraty - RJ.

Formação: Duo RIOS: Roberto Velasco (violão) e Kleber Vogel (bandolim).

Gravação: PIBRJ (2018)

Arranjo para a peça Child Falling Asleep ("Kind im Einschlummern") de Robert Schumann para a disciplina de Orquestração Avançada (UCLA).

Formação: 3 violinos, viola, cello e contra-baixo.

Pinturas: Joseph Mallord William Turner

Gravação: AFM Local 47 studios (2016)

Composição feita para a disciplina Orquestração Avançada (UCLA).  "Atlantis" foi inspirada pela famosa lenda da cidade de atlantis, a qual foi submergida devido a ira dos deuses. 

Formação: Harpa, 2 trompas, 2 trompetes, Trombone, Trombone baixo, 2 violinos, viola, cello, contra-baixo, tímpano, prato suspenso, fglockenspiel, flauta contralto, piccolo, flauta transversa, oboé,  fagote e clarinete. Gravação: AFM Local 47 studios (2016).

Composição feita para a disciplina de introdução à orquestração (2015). Foi inspirada na lenda da "Cidade Silenciosa": "O explorador do Alasca, Dick Willoughby, afirmou que tirou uma foto em junho de 1888 enquanto olhava para o Glaciar Muir, no sudeste do Alasca, dizendo que mostrava uma miragem de uma" cidade silenciosa "que podia ser vista emergindo da névoa."

Formação: clarinete, flauta contralto, fagote, oboé, tuba, trompa, fluguelhorn, Trombone e vibrafone.

Gravação: AFM Local 47 studios

Composição feita para a disciplina de introdução à orquestração (2015). Foi inspirada na figura de Crystal, uma menina que resolve se aventurar em uma floresta misteriosa.

Formação: Harpa, 6 violinos, viola, cello e contra-baixo.

Gravação: AFM Local 47 studios

Composição criada para a disciplina de Orquestração Avançada (UCLA) (2016). Foi inspirada na infância e na leveza da neve que cai em um jardim de inverno 

Formação: Harpa, crotales, xilofone, Glockenspiel, chimes, pratos.

Gravação: AFM Local 47 studios